Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

TUMULTO.

 

         Diante dos acontecimentos políticos do nosso país, penso que incitar à desordem, ao tumulto, não seja a melhor maneira de solucionar os problemas, mas ficarmos estáticos frente à enorme confusão, não me parece uma atitude sensata.

 

         É bem verdade que no meio do furacão é quase impossível olhar a saída.

 

        No entanto, têm momentos na nossa vida em que precisamos pôr ordem na bagunça que se apresenta e que insiste em provocar uma baita cegueira ao ponto de não conseguirmos enxergar o que nos salta à vista.

 

        Então, por onde começar?

 

        Tudo o que precisamos fazer é dar o primeiro passo, porque “Uma jornada de mil milhas começa com um simples passo.”

 

        Tomar a decisão de expor à luz o que, aparentemente, está no escuro ou mesmo reconhecer que nossas emoções estão tumultuadas, é começar a tirar do poder certas coisas que nos impedem de crescer.

 

        Olhar, talvez com serenidade, para cada uma delas com disposição e coragem sem receio de confrontá-las, poderá ser o próximo passo para tomar a rédea daquilo que se perdeu em meio à bagunça.

 

        “Se não mudarmos nosso rumo, talvez possamos chegar onde desejamos.”

 

        Fazer algo, tomar alguma atitude com firmeza , perante os fatos que se apresentam, é dizer sim para a transformação, é acreditar em um presente melhor e colocar as ações passadas em sua verdadeira perspectiva.

 

       Arregaçar a manga, arrumar a estante cheia de expectativas exageradas, emoções e afetos descontrolados, apegos, planos, sonhos, derrotas e decepções, requer foco e determinação sem nenhum tumulto que venha atrapalhar a realização de coisas boas em nossas vidas.

 

      Como também, parar de reclamar ou até murmurar e começar a agir, poderá contribuir para o rompimento de antigos padrões que nos faziam ficar agindo como se estivéssemos rodando dentro de um carrossel sem saída. Visto que, ficar dentro desse carrinho é construir um mundo fictício que somente irá mudar “algum dia”.

 

      Porquanto, usar certas frases do tipo: 1-Vou relaxar quando me aposentar; 2- Expressarei o que penso quando aquele dia chegar; 3- Um dia terminarei aquele projeto, são  algumas frases que somente semeiam, em algumas pessoas, a indecisão.

 

      Por isso, atenção: “Cada indecisão traz sua própria demora e perdemos dias lamentando os dias perdidos... O que você pode fazer ou pensa que sabe, comece-o. Pois a ousadia tem em si mesma magia, poder e talento.”

 

      Assim, desejo que possamos sair da zona de conforto, mesmo que seja na presença da desordem.

 

                  

                         (Fonte da imagem:http://.associacaoparkwayresidencial.blogspot.com.br)

 

 

 

2 comentários

Comentar post