Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

NADA VOS É IMPOSSÍVEL.

Ao entrar em contato com essa frase me peguei refletindo sobre o significado da palavra impossível. Segundo o dicionário on-line de português é o que não pode ocorrer nem existir. A partir de algumas crenças e valores que nos foram transmitidos, muitas das vezes, acabamos por crer na existência da impossibilidade da remoção de algumas montanhas individuais e sociais que surgiram e insistem em embarreirar o nosso crescimento sem que façamos nada para deslocá-las.

 

Vide o quadro político em que se encontra o nosso País, neste momento. Independentemente de partido político estamos vivenciando um panorama bem desanimador.

 

Como lidar com essa situação bastante desalentadora quando sabemos que os direitos tanto individuais quanto os sociais estão sendo violados segundo a segundo?                                                                                 

De acordo com o art.153 da Constituição Brasileira, são  quatro os direitos individuais: igualdade, liberdade, segurança e propriedade. Além dos direitos individuais já discriminados, existem os sociais. “Trata-se de direitos ligados à atividade social do Estado, constituindo-se numa obrigação de fazer, de parte deste último...Muitos dos chamados direitos sociais permanecem regras meramente programáticas, sem efetivo cumprimento”, segundo Anacleto de Oliveira Faria.(Instituições de Direito, 1980, pág.267).

 

Muitos de nós enxergamos na nossa frente uma montanha intransponível que impede o desenvolvimento da nossa nação. Expressamos em nossas redes sociais a incredulidade nos gestores de diversas instâncias governamentais para resolver os inúmeros e diversificados problemas do Brasil. Influenciamos e somos influenciados o tempo todo.

 

Diante disso, o que podemos fazer? Será que realmente a fé remove a montanha do descumprimento dos direitos individuais e sociais? Para algumas pessoas a resposta é sim, porém  a fé  precisará estar alicerçada em atitudes. Precisaremos fazer a nossa parte, dia após dia com constância,  para que os nossos direitos, individuais e sociais, não sejam mais desvalorizados e violados a luz do dia como se isso fosse natural. Tampouco, concordar e crer que somos impotentes perante a montanha da impunidade. Evoco as palavras do ilustre pesquisador Oswaldo Cruz “Não esmorecer para não desmorecer.”Portanto, os frutos dos nossos atos surgirão de acordo com a maneira como nos comportamos, mesmo defronte de inúmeras intempéries e de valores que nos são impostos e  distorcidos da nossa realidade.

 

Assim, desejo que possamos refletir sobre às vezes em que ficamos rígidos, insistindo e perdendo tempo em abrir uma porta trancada que nos passam ser a única existente que nos levará a solução dos nossos problemas ou mesmo estagnados diante de uma tarefa que acreditamos ser impossível de ser realizada seja por medo, por uma crença introjetada ou falta de fé em nosso potencial, nossas competências e habilidades para deslocar uma montanha. Enfim, não dá para creditar na sorte unicamente para deslocar uma montanha sem o nosso comprometimento, esforço e dedicação com os nossos valores e crenças. Até o milagre para acontecer precisa  da nossa crença no milagreiro através de ações concretas, demonstrando que nada vos é impossível.

 

                           

                                 (Fonte da imagem: google.com.br)

 

fc3a9.jpg