Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

ASSERTIVIDADE.

(Fonte de imagem: http://estudodiar.blogspot.com.br)    

                                                                     

  

      Este termo ganhou um papel de destaque dentro do meio corporativo, principalmente entre os profissionais preocupados com as relações interpessoais e o desenvolvimento organizacional. No entanto, será que a sua importância se dá somente nesse meio?

   

      Diariamente, fazemos uso de vários tipos de comunicação e, muitas das vezes, em lugares diversos: casa, trabalho e comunidade. Em cada local somos chamados e desafiados a nos relacionar de forma direta e amadurecida para facilitar os acordos, as trocas necessárias e inerentes nas relações.

  

      Porém, algumas pessoas apresentam dificuldades em serem assertivas quando precisam expressar a sua opinião coletivamente ou individualmente. Elas costumam ignorar a opinião dos outros, não aceitar serem contrariadas, criticadas, vivem querendo convencer as pessoas ao seu redor sobre o que acreditam, não expõe um assunto de forma direta, valorizam demais a opinião dos outros, se sentem culpadas quando dizem não à outra pessoa, entram em briga com facilidade, engolem tudo o que não concorda e não expressam os seus sentimentos e emoções.

       Pessoas, assim, não são assertivas porque não conseguem se afirmar nas relações, apresentam dificuldade em expressar o que realmente quer dizer ao outro, não respeitam os seus limites  nem conseguem transmiti-los e sua autoestima não é boa.

  

      Mas, o que vem a ser assertividade?Segundo o dicionário Houaiss, assertividade significa: “qualidade ou condição do que é assertivo” e assertivo: “que faz uma asserção; afirmativo”.

  

       A pessoa assertiva se expressa de forma equilibrada, organizada, direta e independe se a palavra for negativa ou positiva. Obstante, o foco do uso das palavras não é acertar e, sim, afirmar o que acredita, expressando os sentimentos de maneira socialmente adequada, resguardando os direitos de quem fala e de quem ouve. Quem é assertiva está preparada para receber a opinião do outro e demonstra interesse em estar, sempre, aprendendo. É habilidosa e apresenta ter uma boa autoestima.

  

       Contudo, se perceber que não apresenta esta competência emocional e por causa disso vive passando dificuldade em suas relações interpessoais seja no meio corporativo ou em outro, não precisa entrar em desespero, pois a assertividade poderá ser desenvolvida “... Os seres humanos, ao mudar as atitudes internas de suas mentes, podem mudar os aspectos externos de suas vidas”. (William James).

  

       Logo, a assertividade tem um papel de realce em todos os meios sociais e a pessoa que conseguir desenvolvê-la poderá fortalecer a sua boa autoestima, mantê-la com o comportamento assertivo e aliar essa competência emocional com outras, inclusive à técnica, demonstrando mais habilidades nas relações interpessoais.