Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora do livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) Peça o livro pelo WhatsApp ou e-mail *Tel.: BRASIL (21)98383-1978 *E-mail: rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora do livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) Peça o livro pelo WhatsApp ou e-mail *Tel.: BRASIL (21)98383-1978 *E-mail: rosangelaperez@terra.com.br

MOTIVAÇÃO.

            

           Tenho a impressão que em algumas pessoas parece que o coração está trancado, não conseguem vislumbrar um amanhã melhor em sua vida, estão totalmente desmotivadas, sem motivo para realizar algo. Não acreditam que as coisas poderão melhorar. Refiro-me àquelas que estão demonstrando falta de entusiasmo e não às que estão vivenciando um quadro depressivo.

         

          O que fazer? Identificar a nossa vontade e a motivação torna-se imprescindível para buscar uma mudança em nosso comportamento.

         

           Porém, o que vem a ser motivação?Para Chiavenato, a motivação é um fator interno que varia entre uma pessoa e outra, mas também, em uma mesma pessoa. Ela orienta e direciona o comportamento. Entretanto, precisamos identificar a nossa necessidade, a nossa vontade, que poderá ser biológica, psicológica ou sociológica, para que seja correspondida, satisfeita, através de um estímulo.

        

          Entendo que não é fácil estar satisfeito em todos os momentos da nossa vida, até porque nem sempre querer é poder. Durante o dia ouvimos algumas frases: ‘agora não será possível’, ‘infelizmente não temos o que você quer. Quem sabe amanhã’...

       

          Para não nos desmotivarmos, precisamos aprender a lidar com as frustrações, incertezas e apreensões. Um bom caminho é a busca do autoconhecimento, saber quais são as nossas características pessoais, qual o motivo que não nos faz desistir quando a necessidade não é satisfeita de imediato ou o que motiva as nossas ações para seguir em frente com o nosso projeto de vida.

        

          Não desistir, persistir e acreditar em nossa missão, apesar das insatisfações, requer muito esforço pessoal, determinação e comprometimento. No entanto, não é suficiente. Precisamos, em algum momento, de incentivo, condução e apoio.

       

          De acordo com Carl Rogers, quando uma pessoa sente-se ter sido escutada, compreendida, acolhida com empatia e aceita torna-se mais satisfeita e aberta ao processo de mudança com mais entusiasmo e interesse, sente-se melhor e isto acaba refletindo para sua vida afetiva, familiar e organizacional.

       

        Logo, a motivação merece extrema atenção, pois quem encontrou alguém que o estimulou a abrir o cadeado de seu coração, que, por alguma razão, manteve-se fechado para a mudança, incrédulo, desmotivado para realizar tarefas, insatisfeito com os resultados obtidos em seu dia a dia, encontrou um grande tesouro, uma pessoa que o ajudou a enxergar um motivo pelo qual viver, um sentido para a vida.

 

 

 

 

 

                                                            (fonte da imagem:www.umapalavra-jessicabarros.blogspot.com.br)