Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

LIBERTAÇÃO.

(fonte da imagem:http://blog.cancaonova.com)

       

          Percebo que algumas pessoas se sentem aprisionadas, encarceradas, privadas da sua liberdade consciente ou inconsciente. Segundo o dicionário Aurélio, libertação significa “desobrigar; isentar; livrar da influência ou do poder”.

    

         Existem algumas pessoas que estão insatisfeitas sem a sua liberdade, infelizes, mas não conseguem tomar uma atitude, por que “Desistir de mudar é mais fácil do que decidir mudar”. (Roberto Shinyashiki). Tomar posse da sua vida requer amadurecimento, humildade, responsabilidade, disciplina, perseverança, mudança de pensamento e de ação.

      

         Entendo que toda mudança causa um pouco de medo e insegurança, porque sair da linha de conforto é difícil, porém não é impossível. Não obstante, será preciso não se conformar em viver em uma prisão real ou imaginária vendo a vida escorrer pelas mãos.

     

         Uma vez que consiga enfrentar alguns medos para se libertar, começará a enxergar a vida não como uma possibilidade de reprise, que  empurra sempre as decisões para frente ou projeta as suas dificuldades nos outros, mas enxergará a vida como uma possibilidade de recomeço.

      

         Como disse Carlos Drummond de Andrade, “Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo”. É descobrir onde errou e procurar fazer de uma forma diferente com mais ousadia, coragem, determinação, firmeza e fé.

     

         Compreender que, caso não consiga, hoje, tentará amanhã, mas não desistirá de ser livre, de abrir sem medo o cárcere, a gaiola, a prisão que a impede de seguir em frente, mesmo diante do abismo e da escuridão. Contudo, é necessário querer, se convencer, decidir, e pedir ajuda, quando preciso, para aprender a lidar com a tão esperada liberdade, com a própria vida.

     

         Percebo que quem faz essa escolha, de ser liberto (a), inicia o processo de amadurecimento, recuperação e restauração pessoal sem fim, sem justificativa ou desculpa para se manter preso (a), infantilizado (a) e dependente dos outros.

       

          “Agora, porém, mortos para aquilo que nos aprisionavam, fomos libertados”. (Pe.Léo - Comunidade Canção Nova)Livres de tudo que nos escravizava, das amarras conscientes e inconscientes, sejam elas referente ao passado ou ao presente, físicas ou emocionais.

     

           Sartre disse que estamos condenados à liberdade.

     

           Portanto, o que fazer quando a liberdade for conquistada?

      

          Sugiro procurar usá-la com sabedoria, valorizar cada etapa da conquista, consciente da necessidade de plantar boas sementes pelo caminho que trilhar, ser responsável pelas decisões, aprender a separar o joio do trigo, estar acompanhado por alguém que ajude a permanecer firme no propósito e confiante que mais além terá uma colheita de muitos frutos e flores no jardim abençoado, liberto, maduro e cheio de vida.

 

 

 
 
 
 
 
 
 

 
                                                                 

2 comentários

Comentar post