Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

VAI CAMINHAR!

 

         Quantas vezes em nossa vida escutamos que precisamos ter coragem para ir em frente, continuar a caminhada, sem medo de arriscar, perder, ganhar ou ousar porque “é caminhando que se faz o caminho.” (Titãs)

      
         Acredite!Confie!Dê passos largos!A hora é essa!

      

        Mas como saber qual a hora certa para alargar os passos durante a nossa caminhada na vida?

      

        A quem devo ouvir? A pessoa que me diz: Pare. Olhe a pedra no caminho ou aquela: Siga sem se preocupar com ela?

      

        Quem sabe não está na hora de sentar em cima dela e esperar o momento certo de prosseguir?

     

        Oh!Dúvida cruel: Caminhar ou não caminhar?  

     

        Compartilho com as pessoas que acreditam que uma das coisas que nos causam tristeza e nos fazem ficar paralisados é a dúvida.

     

        O que fazer?A quem recorrer?

       

        Acredito que seja fundamental ter uma crença em algo ou alguém para saltarmos, confiantes que lá embaixo seremos sustentados, segurados ou ajudados.No entanto, é preciso querer segurar a mão do outro ou ser sustentado por ele.

       

        “Vai caminhar, na estrada eu vou te curar. A cada passo junto a mim, verás que não chegou o fim. E nada vai poder te deter se começar a crer, se gritar por compaixão.Os meus braços te sustentarão.” (Dunga-CN)

      

        Ufa!Que bom saber que durante a caminhada da nossa vida não estamos sozinhos. Um pode ajudar o outro a sinalizar, clarificar, estimular, torcer, ensinar, reconhecer, exortar,colaborar...

      

        Todavia, precisamos querer compartilhar as nossas dificuldades para enxergar as pedras ou mesmo partilhar as nossas dúvidas em relação ao  que fazer com elas diante da tribulação.

     

        Não podemos nos esquecer de que a tribulação “realmente chega para todos, tanto para os que construíram sua casa sobre a rocha como para os que construíram sobre a areia (cf.Mt.7,24-27).Não importa o terreno.

    

        Então, se necessário for, façamos uma conversão, mudança de rumo, de atitudes, de pensamentos, pois “É na conversão e na calma que está a vossa salvação; é no repouso e na confiança que reside a vossa força.”(Isaías 30, 15)

    

       Finalizo com uma provocação: Vai caminhar!

 

 

 

                                                                          ( Fonte da imagem: fragmentosalheios.blogspot.com)