Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora do livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) Peça o livro pelo WhatsApp ou e-mail *Tel.: BRASIL (21)98383-1978 *E-mail: rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora do livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) Peça o livro pelo WhatsApp ou e-mail *Tel.: BRASIL (21)98383-1978 *E-mail: rosangelaperez@terra.com.br

ONDE ESTÁS, TEMPO?

 

 

       A cada dia estou tendo a sensação de que o tempo está voando.Converso com algumas pessoas e constato que,também,estão tendo a mesma sensação: ‘o tempo está corrido’,‘o ano está passando muito rápido’,‘não estou sentindo o tempo passar’...Mas segundo definições científicas o tempo não flui,ele é.

 

      No entanto, culturalmente, a sua definição é variada de acordo com o enfoque filosófico, religioso ou social.

 

     Não quero me deter nas diversas definições do tempo,mas procurar refletir o quanto,muitas vezes,paramos a nossa vida focando o tempo perdido sem nos dar conta que o passado não existe mais,somente em nossas lembranças.Porém,o que fazer com elas?Como seguir em frente sem olhar para trás?

 

      Acredito que seja importante para o nosso crescimento aprendermos a olhar para trás para valorizarmos cada etapa da nossa vida,cada descoberta, espanto, surpresa, recaída, ganho, fracasso, sucesso, encontro, desencontro, conquista, perda, enfim, valorizarmos nosso tempo.Já dizia Renato Russo “Temos nosso próprio tempo...Não tenho medo do escuro,mas deixe as luzes acesas agora.O que foi escondido é o que se escondeu e o que foi prometido ninguém prometeu nem foi tempo perdido.”

 

     Então, por que, às vezes, insistimos em querer refazer os passos como se pudéssemos recuperar o tempo?

 

     Oh!Tempo, tempo, tempo.

 

     Onde estás, tempo?

 

      Penso que talvez a pergunta pudesse ser o que fazemos com o tempo que nos é dado?Será que ele passa rápido,mesmo ou nós é que não sabemos otimizá-lo?

 

      Oh!Tempo, tempo, tempo.

 

      Onde estás, tempo?

   

      Ele está aqui ou acolá?É finito ou infinito?

    

      A única certeza que temos é que somos mortais e, por isso, lanço o desafio de desejarmos ser humildes e aprendermos com ‘o tempo’ a viver melhor, se possível,sem apegos,rancores,mágoas,invejas,rixas,pirraças para que quando chegar ‘o nosso tempo’ não tenha que ficar olhando para trás com a sensação de que “Devia ter amado mais,ter chorado mais,ter visto o sol nascer.Devia ter arriscado mais e até errado mais.Ter feito o que eu queria fazer...Queria ter aceitado as pessoas como elas são.”(Titãs)

 

      Oh!Tempo, tempo, tempo.

 

      Onde estás, tempo?

                                                                                                                                                  

                  

 

                                                              (Fonte da imagem: www.museutec.org.br)