Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

O FELINO QUE RUGE.

            Diante dos diversos fatos estarrecedores vivenciados, já há algum tempo, pela nação brasileira, o que me deixa perplexa e indignada são as atitudes de algumas pessoas ao agirem com total indiferença e egoísmo na presença das dificuldades e fraquezas de outrem e , ainda, terem o desplante de se aproveitarem disso.

 

          Aumentam o preço dos poucos alimentos encontrados nos mercados e nas feiras livres, combustíveis nos postos, transportes e, ainda, propagam notícias falsas com o objetivo de desestabilizar uma população. Roubam e espalham sangue pelas ruas sem dó e nem piedade, agem como se estivessem perante uma presa ensanguentada, debatendo-se, clamando por vida, mas que nada fazem para contribuir com a salvação, apenas se preocupam com os seus desejos momentâneos e nada mais.

 

        Quanta ganância e indiferença!!!O felino ruge, avisa que está chegando para arrebatar a presa, viola as leis, toma os bens e as riquezas, não distingue o puro do impuro, mente, oprime e ao invés da população se unir para salvar uns aos outros... “ A população da terra se entrega à violência e à rapina, à opressão do pobre e do indigente, e às vexações injustificáveis contra o estrangeiro.”( Ezequiel 22, 29).

 

        Os aproveitadores esquecem que todos nós fazemos parte de uma única raça, a humana e somos partes do mesmo grupo, dos mortais. As nossas escolhas irão refletir no grupo o qual pertencemos e uma hora ou outra iremos pagar e responder por isso. Estamos ligados e dependemos uns dos outros.

 

         Contribuir com a desordem e com o crime de nada irá nos ajudar a enfrentar o caos urbano e nacional, como também ficarmos estagnados na frente de tanta ganância e destruição, concordando com as medidas e ações execráveis, utilizadas por algumas pessoas com o intuito de escamotear a verdadeira realidade por puro interesse próprio, deixando de lado o bem comum.

 

        A mudança é necessária e pulsa com bastante urgência. Cabe aqui o filósofo e escritor, Mario Sergio Cortella “A busca da excelência exige ação. Mas sem cautela imobilizadora nem ímpeto inconsequente.”

 

      A coragem, sabedoria e o discernimento poderão ser preciosos ingredientes para exterminar ou pelo menos amenizar a fome do animal que insiste em rugir e avançar em todo o povo.

 

    Contudo, para isso precisamos fortalecer a nossa subjetividade, a subjetividade do povo. Cuidar do sofrimento ético-político e da humilhação social que retiram a potência das pessoas. Segundo Sawaia ( Apud, Psicologias,2008, pág.189), “o sofrimento ético-político abrange as múltiplas afecções do corpo e da alma que mutilam a vida de diferentes formas. Qualifica-se pela maneira como sou tratada e trato o outro na intersubjetividade, face a face ou anônima, cuja dinâmica, conteúdo e qualidade são determinados pela organização social.”

 

         Enfim, enfrentar o felino não é fácil , mas alguém disse que seria? Para tal precisamos nos unir para agirmos, apropriarmos da nossa produção, seja material, cultural, econômica, política... nos fortalecer, evitando egoísmos, usuras, cobiças e inverdades que provavelmente favorecerão o aumento da desigualdade social e o rugido do felino.

                                                   

                                         (Fonte da imagem: unicagestão.com)

                                                      428294_75f1e4914b994cb69a91239677592bb1~mv2.jpg