Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

MISSÃO.

                  Receber de alguém um poder para fazer algo, pode ser para uma pessoa um grande desafio, bem como, para outra uma grande angústia por ter medo de não conseguir êxito em uma tarefa que em seu íntimo sente não ser a sua missão.

            

             Acredito que todos têm uma vocação a ser desempenhada dentro da sociedade. Se quisermos crescer, precisamos desejar ampliar os nossos conhecimentos e proporcionar a abertura dos nossos ouvidos para escutar o chamado do nosso coração, porque ele irá nos mostrar o caminho que precisamos seguir, a nossa missão. Quando temos a graça de descobrir e cumprir esse chamado podemos nos sentir realizados, porque o objetivo começou a ser vislumbrado e iniciamos experimentar como fato real aquilo que era, somente, produto do pensamento.

          

              Para tal, precisamos ter como base o autoconhecimento para aprendermos a ter consciência de nós mesmos, das nossas inseguranças, fraquezas, características, habilidades, dos nossos medos, limites e sentimentos.

        

             Procurar nos conhecer e cuidar de nós mesmos é imprescindível para que possamos ter uma postura de verdadeiros vencedores, pois um vencedor não somente, deseja ser uma pessoa melhor a cada dia, mas demonstra com ações o quanto é determinado e fiel à sua vocação.    

        

            Quando estamos seguros dessa vocação, obedecemos à tarefa dada, procurando deixar de lado as nossas vontades, pois isso faz parte do nosso aprendizado: saber renunciar o que é necessário e cumprir aquilo que nos foi enviado com fidelidade. Tampouco, acolher, inclusive, as dificuldades como desafio e oportunidade para o nosso crescimento, acreditando, sempre, que lá na frente iremos colher vários frutos como resultado do nosso trabalho e perseverança, porque segundo Roberto Shinyashiki, a “vitória sorri apenas para aqueles que jamais interrompem sua caminhada.”

            

           Contudo, precisamos cuidar para que o medo de se comprometer com o nosso chamado não seja maior e venha nos impedir de ouvir a nossa vocação e permanecer nessa caminhada. Para isso, procurar envolver-nos na tarefa que nos foi dada, me parece de extrema necessidade para que tenhamos sucesso. Como também, ser humilde, buscar toda informação possível para ampliar, aprimorar o conhecimento, evoluir e respeitar a nossa missão como uma questão de sobrevivência, sem distorcer o nosso ofício.

        

            Assim, quando uma pessoa descobre a sua vocação, não se sente mais perdida por perceber que o seu chamado vocacional está alinhado aos seus valores, ao seu modo de ser e estar no mundo. Ela passa a reconhecer a sua grande ocupação, a enxergar a incumbência como desafio, sem medo de vencer, por ter certeza da sua escolha e aptidão, não desviando do caminho, mas procurando traçar metas, estratégias e métodos para realizar com competência a SUA MISSÃO e não a do outro.

         

                                (Fonte da imagem: www.cloudcoaching.com.br)

 

                                                                                         

      missao-de-vida-voce-ja-sabe-qual-e-a-sua[1].jpg