Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

FALSO TESTEMUNHO.

                    Nos dias atuais, cada vez mais, nos deparamos com pessoas que não dizem a verdade, falta fundamento em suas palavras. Não têm nenhum escrúpulo. Se precisar olham nos olhos, choram, prometem em nome da própria mãe, mas falar a verdade que é bom nem pensar. Essas pessoas distribuem falsos testemunhos e enfraquecem as relações.

            

                 Infelizmente algumas dessas pessoas estão espalhadas em todas as nossas Instituições.

            

                 Quem já não aplaudiu um belo discurso e acreditou que tudo aquilo seria colocado em prática?Ou quem não confiou em uma pessoa que disse ter visto algo e depois disse o contrário?

          

                 Acredito não ser vergonhoso para ninguém ter dado crédito a essas pessoas que maquiaram a verdade, manipularam ou mesmo até seduziram para manifestar inverdades.

            

                 Contudo, alguns por ter passado por essa experiência, recheada de mentira, podem ter ficado com algumas sequelas ao ponto de apresentarem alguma dificuldade em confiar na palavra das pessoas, novamente.

            

                 Desconfiam de todos e de tudo até que provem o contrário, porque uma mentira passou a colocar em dúvida todas as verdades.

            

                Como consequência eles podem ficar inseguros e passam a olhar com desconfiança para as boas ações dos outros e esperam, quase sempre, que, em algum momento, sejam decepcionados.

            

                Sentir dor, decepção, tristeza e insegurança fazem parte do nosso desenvolvimento e crescimento pessoal. Ninguém está blindado desses sentimentos e de nenhuma deslealdade.

            

                Porém, para sobrevivermos a isso tudo é necessário não fugir da dor de termos sido enganados e traídos, mas aceitarmos, por mais dolorosa que seja, para que lá na frente possamos vislumbrar ‘a cura’, o resgate da confiança na palavra de alguém e o fortalecimento das relações humanas.

            

               No entanto, se preciso for, precisaremos tomar a decisão de pedir ajuda para cicatrizarmos essa ferida deixada em nossa vida por falsos testemunhos, como também, aceitarmos que a humanidade é imperfeita e, como tal, se quisermos nos relacionar, talvez, uma boa dose de discernimento seja importante para distinguir o falso do verdadeiro.

            

               Muitas das vezes, precisamos tomar decisões, às vezes radicais, para que o próximo passo seja dado com muita atitude e foco.

           

               Permitir se jogar nas relações sem medo de decepcionar-se é uma atitude e um grande desafio radical. Abraçar essa nova forma de agir e enxergar as pessoas poderá ser vista como uma oportunidade, como se fosse a nossa única salvação.

            

               Visto que, manter o padrão de desconfiança que leva o enfraquecimento das relações, somente nos prejudica e nos impede de seguir adiante.

             

               Assim, anseio que possamos em algum momento, fazermos escolhas radicais, se necessário for, para identificar o que temos feito com a nossa vida e mudar a forma de olhar o outro, porque nenhum falso testemunho merece nos impedir de viver a verdade.

                                                                                      

                                                                                   

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      (Fonte da imagem: http://teatro-cristao-gospel.blogspot.com.br)                   

                                                falso[1].jpg