Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

A RESPONSABILIDADE INDIVIDUAL.

                                            (Fonte da imagem:www.google.com.br)                                                                                                     

                                 

                          

        Escrever sobre esse tema me parece nem um pouco tranquilo, porque quando nos deparamos com essa condição de responsável, muitas das vezes, ficamos paralisados nos nossos relacionamentos e angustiados por perceber que somos responsáveis por nossas próprias ações.

     

       É muito cômodo transferir essa condição humana para outrem: amigo, namorado, marido, familiares e sociedade. Principalmente, quando as consequências das nossas escolhas não foram positivas.

      

        Acredito que para alguém jogar , faz-se necessário, primeiro: entender e compreender as regras do jogo. Contudo, em alguns momentos da nossa vida, ao invés de procurarmos conhecer a nossa verdade, reconhecer o que é importante para nós e buscar o respeito a nós mesmos, fazemos o contrário, trazendo para o nosso lado problemas e confusões.

     

        Não é fácil relacionar-se com nós mesmos ou com os outros. Por isso, nem sempre estamos dispostos a meter a mão na massa, tão indispensável e urgente, para que possamos lavar tudo o que está dificultando a enxergar o que realmente queremos para nós.

    

         Se não sei para aonde quero ir, qualquer lugar servirá.

    

         Se não sei o que procuro, corro o risco de não reconhecer o que desejo, quando aparecer.

     

        Têm pessoas que cismam em usar a semente da laranja em uma terra, mas no fundo torcem e desejam que na hora da colheita, não nasça laranja e, sim, maçã, porque plantam com outra intenção na cabeça.

     

        Porquanto, é necessário, mesmo que trabalhoso, investir em nosso autoconhecimento, descobrir o que está encoberto, limpar o que precisa ser limpo, enfrentar com coragem as nossas dificuldades e sabotagens e responder pelas nossas atitudes para adiante podermos olhar, identificar e encontrar o que procuramos.

    

         Assumir as nossas responsabilidades diante da vida, não é para qualquer um, pois demonstra maturidade e amor próprio.

     

        Quando nos amamos, conseguimos assumir a responsabilidade por nós, perdoamos as nossas escolhas erradas e nos abrimos ao amor vindo dos outros, como se apresenta, sem o sentimento de obrigação, mas baseado na confiança em nós e nos outros.

       

        Aceitar que estamos em construção, diariamente, e que os outros também, é um grande passo para começarmos a realizar grandes encontros com relacionamentos benéficos.

     

        Portanto, se necessário for, que possamos conseguir renunciar as nossas faltas para que possamos voltar a viver, detectar o que não está bem, em consequência das nossas escolhas ou modo de vida, enfiar a mão na sujeira para levar ao lixo o que está podre, escutar o que o outro está fazendo, reconhecer a verdade de cada um, encontrar nosso eixo e nos manter firme ao que é verdadeiro para nós e, sempre, seguir em frente, mesmo que a pessoa que amamos resolva ficar parada.

      

       Assim, desejo que possamos tomar sobre nós o que nos pertence, a responsabilidade individual, visto que, esta qualidade é importante para que possamos manter bons relacionamentos.