Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

VINGANÇA.

(Fonte da imagem: www.google.com.br)
 

           Oh! Palavra cruel!Quantas vezes pensei em pô-la em prática...algumas vezes até realizei a vontade do meu instinto animal, outras, porém, freei para não me machucar mais.        

          

            Nesses dias tão difíceis quem consegue parar esse tal instinto é considerado um herói, pois diariamente nos deparamos com notícias estarrecedoras: animais sendo mal tratados, recém nascido jogado no lixo, pais abandonados pelos filhos, professor assediando os seus alunos, religiosos enganando seus irmãos...

 

            Onde iremos parar?

 

            Será que precisaremos promover a desforra para que as coisas melhorem?

 

           Todavia, entrar neste jogo da desforra é pagar para participar de um círculo viciante que parece não ter fim.Eu me vingo e você dá o troco e assim vamos gastando o nosso precioso tempo pensando e articulando mil estratégias para acabar com o nosso adversário, lentamente, porque como dizem: a vingança é um prato  que se come frio.

 

          Fazer uso da crueldade com o coração cheio de desprezo, deixando o nosso  ódio nos guiar com o único foco na destruição é usar o mesmo instrumento das pessoas que nos causam tanta indignação. Segundo Marco Aurélio, “o melhor modo de vingar-se de um inimigo, é não se assemelhar a ele”.

 

          Bom, utilizar-se da vingança não é legal, mas  o contrário talvez seja a maior vingança.Uma verdadeira forma de superação.

 

          Ora...ora.Então o que fazer?Ficar estagnados diante de tanta injustiça acontecendo ao nosso redor também não é concebível.Precisamos, pois, arregaçar as mangas, usar todos os meios disponíveis para exercer os nossos direitos como ser humano que se levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima, contudo, sem precisar executar uma vingança terrível.

 

           Ok!Para isso é necessário sabermos o que estamos combatendo para não ficarmos baratinados, de um lado para o outro, gritando sem nenhum foco , enfraquecidos e prontos para sermos demolidos a qualquer instante.

 

           Sabemos que o ano de 2014 está na porta e algumas pessoas demonstram não estar cientes da sua força.Calam-se com facilidade e aceitam as migalhas , às vezes, até apodrecidas, dadas como esmolas.

 

           Alguém terá que tocar a trombeta para dar o alarme à população: Acorda!Levanta e vá reconstruir a nação com disposição e meta.

 

           Que possamos escutar o som dessa trombeta e ser responsável pela reconstrução do local o qual vivemos com sabedoria, discernimento e muito amor no coração.Porque não há mais tempo a perder.Assim dizia Cazuza: O tempo não para.

 

           Alguma coisa precisa ser feita.Vingança não, mas justiça, sim.