Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

Rosangela Perez

*Psicóloga CRP ativo *Psicoterapeuta *Professora *Palestrante *Autora livro: EXERÇA SUA LIBERDADE DE SER(Ed.Letra Capital) *COMPRE PELO LINK *PREÇO FRETE DENTRO DO BRASIL *Tel.: BRASIL(21)98383-1978 * rosangelaperez@terra.com.br

MUDANÇA DA SORTE.

 
(Fonte da imagem: www.brasilescola.com)
 

        Inicio o artigo com a letra da música do Plebe Rude: “Sei não é nossa culpa.Nascemos já com uma bênção, mas isso não é desculpa pela má distribuição.Com tanta riqueza por aí, onde é que está, cadê sua fração?”.Será que podemos mudar a nossa sorte?

      

       Sorte, como está escrito no dicionário Houaiss, significa:“força invencível a que se atribuem o rumo e os diversos acontecimentos da vida”.

     

      Durante muitos anos escutamos que o nosso país é abençoado e bonito por natureza e que as nossas crianças são o futuro do Brasil.Pois bem, mas até quando elas continuarão presas na fase infantil?

    

      Existem pessoas que cresceram em estatura e volume.No entanto, continuam tendo atitudes infantis ao responsabilizar, somente, os outros pelos acontecimentos ocorridos em seu entorno e não tomar posse do seu papel na sociedade.

    

       Deixar para o outro o que nos pertence é demonstrar, senão, ingenuidade, mas falta de cuidado com o que é nosso.Nando Reis expressa muito bem em uma de suas letras  a essência do cuidado:“Eu vou cuidar, do seu jardim.Eu vou cuidar, eu cuidarei muito bem dele...Eu cuidarei do seu jantar.Do céu e do mar, e de você e de mim”.

   

        Cuidar é a essência da nossa vida.Cuidar é produzir práticas sociais com qualidade que nos impulsione a sair do silêncio, conformismo,da acomodação, da falta de expressão, indiferença e resignação com o que nos é passado como destino, personalização da fatalidade, sem que possamos fazer nada.

    

        Quem já não ouviu : “Isso vai dar em pizza”  ou “ O Brasil é o país do futebol...deixa rolar a bola que eles esquecem de tudo”.

    

        Aceitar esses ditados e frase feitas como sendo reais é desqualificar toda a produção social, é valorizar o medo diante da luta contra tudo o que nos causa a morte e nos causa a própria apatia diante dos fatos incontestáveis.

   

       “Maldito o que recusa o sangue à sua espada!”(Jeremias 48-10).

    

        Têm pessoas que vestem a capa da altivez, arrogância, vaidade, orgulho e jactância e não escutam o que as outras estão clamando através dos gritos ou gestos porque para elas só existe um lado da moeda, ou seja, o seu interesse.Elas desconhecem a acepção do verbo cuidar ou estão indiferentes.

   

        Segundo o teólogo Leonardo Boff,  cuidar “ é mais que um ato; é uma atitude.Portanto abrange mais do que um momento de atenção, de zelo e de desvelo.Representa uma atitude de ocupação, preocupação,de responsabilização e de envolvimento afetivo com o outro...O cuidado somente surge quando a existência de alguém tem importância para mim.Passo então a dedicar-me a ele;disponho-me a participar de seu destino, de suas buscas, de seus sofrimentos e de seus sucessos, enfim de sua vida.”

    
       Assim, finalizo o artigo  com  muita esperança de que possamos desenvolver  essa atitude de cuidar do nosso jardim, do nosso país,dos nossos relacionamentos, ao desmistificar tudo o que é falso e passar a confiar que  podemos mudar a nossa sorte com coragem, humildade, respeito, união, dignidade, dedicação, comprometimento, responsabilidade, equidade , participação e com “A certeza na frente.A história na mão, caminhando e cantando e seguindo a canção, aprendendo e ensinando uma nova lição”, como afirmou Geraldo Vandré.
 
 
 
 

4 comentários

Comentar post